Esse projeto de ensino, pesquisa e extensão pretende compreender as dimensões da acessibilidade em redes sociais online a partir da perspectiva das pessoas com deficiência e apresentar propostas para criação de interfaces e interações mais amigáveis e inclusivas. Tendo por base as premissas do design centrado no usuário (ou design de experiência), tomaremos os usuários e os contextos múltiplos, plurais e dinâmicos em que eles estão inseridos como ponto de partida para que a sua experiência seja um elemento fundamental na avaliação da qualidade da interação proposta. Geralmente, a “qualidade” dessa interação é analisada a partir de requisitos e parâmetros que são dados pela usabilidade e a acessibilidade, que, por sua vez, estão vinculadas a diretivas legais (ISO 9241-171) e buscam garantir a inclusão, de quaisquer usuários, nos ambientes/serviços/produtos digitais. No entanto, quando voltamos o nosso olhar para esses contextos, identificamos um distanciamento entre o que é desejável/exigido e o que realmente se efetiva para que um determinado produto ou serviço possa ser considerado inclusivo. Na realidade, são poucos os produtos/serviços que atendem aos requisitos mínimos de inclusão, visando atingir as métricas de usabilidade e acessibilidade. Longe de ser uma questão meramente técnica, essa constatação traz implicações diversas para a vida dos sujeitos, que se veem diante dos ambientes e dispositivos digitais para realizar atividades que vão do entretenimento ao exercício de sua cidadania. Aplicativos, portais, jogos, redes sociais e outros estão cada vez mais presentes no cotidiano, demandando dos sujeitos capacidades e competências variadas para interação. No caso das redes sociais, locais preferenciais de interação, percebemos uma ausência de padrões mínimos de acessibilidade, o que implica na exclusão – ou no acesso dificultado – de muitos sujeitos aos conteúdos e interações ali presentes. O objetivo geral é desenvolver esforço teórico-metodológico, com foco nas relações entre sujeito e mediações, para projetos de inclusão digital, que resultem em produtos que promovam cidadania e combate à exclusão digital. Entre os objetivos específicos está o desenvolvimento e a divulgação de propostas a partir do design centrado no usuário, para ampliar a hospitalidade e a inclusão digital para as pessoas com deficiência e/ou usuários com diferentes características antropométricas e sensoriais.

Coordenação: Camila Alves Mantovani e Sônia Caldas Pessoa