Artigo intitulado “Acessibilidade Afetiva? Da linguagem hospitaleira às redes de relações em organizações”, da professora e coordenadora do Afetos Sônia Pessoa, integra o livro da quarta edição do Seminário Internacional  e Comunicação Organizacional (SICO). Lei o artigo completo aqui

A mais recente edição do SICO lançou olhar sobre duas dimensões temáticas: a questão dos direitos humanos; e a questão do desenvolvimento de tecnologias para o desenvolvimento da cooperação organizacional, formas de ativismo e práticas de resistência. O livro fruto do seminário, IV SICO – Comunicação e Direitos Humanos, organizado por Ângela Marques, Daniel Reis Silva e Fábia Pereira Lima, foi publicado em 2019 e, nele, Sônia Pessoa apresenta alguns imaginários cristalizados em culturas organizacionais que limitam as possibilidades de um tratamento que reconheça a cidadania das pessoas com deficiência. Confira um trecho do capítulo:

“…quem sabe podemos pensar individualmente e no coletivo se nós, como sujeitos em pesquisa em humanidades, conseguimos nos mover em redes de relações mais hospitaleiras e, por que não, afetivas, em suas dimensões de afetação, mas também de sentimentos e emoções tão necessários a nós, sujeitos em ação nas organizações. Estas redes, entrelaçadas por discursos, práticas cotidianas e movimentos de acolhimento nos campos da comunicação e do estar no mundo, constituiriam um conjunto de relações sociais que chamo de acessibilidade afetiva”.

O SICO é um evento resultante da parceria entre grupos de pesquisa dos Programas de Pós-graduação em Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nos dias 7, 8 e 9 de novembro de 2018, diversos pesquisadores participaram de sua quarta edição, visando a interlocução acadêmica das questões da Comunicação Organizacional entre instituições brasileiras e internacionais.

Leave a Reply